8 de nov de 2016

Responsabilidade ambiental: Honda faz estimativa audaciosa para venda de veículos “verdes”

Responsabilidade ambiental: Honda faz estimativa audaciosa para venda de veículos “verdes”

Uma das maiores preocupações atualmente no mundo é o aquecimento global. Apesar de termos outros problemas que estão em alta como o terrorismo e principalmente a ameaça de bombas nucleares, a poluição continua preocupando tanto quanto essas outras citadas. Devido a isso, o mercado de carros considerados bons para o ar está crescendo cada vez mais, visando este novo segmento a Honda tem uma estimativa um tanto quanto difícil de ser batida, porém desafiadora: a de vender 14 milhões de carros sustentáveis até o ano de 2030.

Como bater a meta

A Honda iniciou o mercado de carros com energia alternativa no ano de 1999 com o modelo Insight. Desde então, mais três veículos juntaram-se na lista de veículos “verdes”: CR-Z, RLX, Accord Hybrid e o maior destaque, o NSX.

O Honda NSX foi desenvolvido pelo tricampeão mundial de Fórmula 1 Ayrton Senna, e, com a evolução do modelo, ele se tornou um dos veículos mais aclamados por fãs de carros Sport do mundo. A novidade vem com o CR-V e Civic, dois carros-chefe da montadora que terão suas versões hibridas até o ano de 2020.

Os desafios

As concorrentes da Honda estipulam suas metas para daqui nove anos no máximo, visando o mercado em 2020 e 2025. A marca japonesa considera audaciosa pois teoricamente, até 2030 teriam que ser vendidos 1 milhão de carros “verdes” anualmente, um desafio grande para um mercado que ainda não está em alta no mundo. Olhando para o panorama atual, o primeiro semestre de 2016 representou nos Estados Unidos apenas 2,3% do planejado para as vendas. Apesar da preocupação, campanhas e o pensamento da população em relação a ajuda ao meio ambiente podem mudar o panorama rapidamente.

Situação no Brasil

Assim como no restante do mundo, os veículos híbridos e elétricos ainda engatinham em nosso país. Porém, na cidade de São Paulo, o incentivo tornou-se um pouco maior com uma iniciativa assinada no ano passado. Quem tiver um veículo sustentável estará isento do rodízio municipal da cidade, além do dono do carro obter 50% de desconto no IPVA. Isso faz com que a frota que até o ano passado era menor do que 500 veículos possa aumentar cada vez mais em todas as cidades.

O que poderia ser feito

O mundo aprendeu a adequar-se a muitas coisas. Indústrias aprenderam a não poluir tanto quanto poluíam há anos, países com ideologias diferentes aprenderam a viver em paz e as populações, também. É um caminho um tanto quanto longo e tortuoso, porém extremamente possível. Outras montadoras além da Honda conseguiram idealizar alguns veículos sustentáveis e a Honda dando várias opções pode fazer com que este mercado cresça cada vez mais.


Fonte: Salão do Carro
Categoria: Mercado
Publicado em: 07 Nov 2016 16:47:00

Nenhum comentário:

Postar um comentário