6 de dez de 2016

Peugeot levará o conceito Fractal ao Salão de São Paulo

Peugeot levará o conceito Fractal ao Salão de São Paulo



Fazendo par com sua marca irmã Citroën, a qual levará apenas conceitos para o Salão de São Paulo, a Peugeot confirma seu primeiro modelo para a mostra, o conceito Fractal. Além do esportivo compacto conceitual, a marca deve levar o SUV 3008 para o evento. - Siga o AUTOPOLIS no Facebook- Leia mais notícias sobre […] The post Peugeot levará o conceito Fractal ao Salão de São Paulo appeared first on Autopolis Portal.

Fonte: R7

5 de dez de 2016

Confira a evolução dos volantes da F1

Confira a evolução dos volantes da F1


Os carros da Fórmula evoluíram consideravelmente nas últimas décadas, em praticamente todos os seus aspectos. E os volantes não poderiam ser diferentes. O vídeo acima mostra uma espécie de retrospectiva dos formatos do volante ao longo dos últimos 59 anos. Entre as peças estão algumas das usadas pelos brasileiros #Ayrton Senna, Emerson Fittipaldi e Nelson Piquet.

Algumas curiosidades com relação aos volantes são apresentadas no vídeo, como o fato de que, no começo, estes volantes eram redondos, assim como aqueles utilizados nos carros convencionais. Com o passar do tempo eles foram mudando de formato, ganhando, inclusive, contornos de joystick.
Vídeo mostra as mudanças que aconteceram durante os últimos 59 anos.

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Vídeos

Maserati terá estande próprio no Salão de São Paulo

Maserati terá estande próprio no Salão de São Paulo



Depois de marcar presença em duas edições do Salão do Automóvel de São Paulo por meio do estande da Fiat, a Maserati terá um espaço só seu. A marca utilizará o evento como palco de lançamento de seu SUV Levante no mercado brasileiro. - Siga o AUTOPOLIS no Facebook- Leia mais notícias sobre a Maserati […] The post Maserati terá estande próprio no Salão de São Paulo appeared first on Autopolis Portal.

Fonte: R7

4 de dez de 2016

Salão: VW aventureiros CrossFox Urban White, Gol e Up Track

Salão: VW aventureiros CrossFox Urban White, Gol e Up Track



Entre os 30 automóveis programados para abrilhantarem o estande da Volkswagen no Salão de São Paulo, 12 serão novidades e cinco serão surpresas inéditas. Entre os modelos já revelados, estão as versões Track de Gol e Up, além do CrossFox Urban White e outros modelos já lançados, como Golf 1.0 TSI, Tiguan 1.4 TSI e […] The post Salão: VW aventureiros CrossFox Urban White, Gol e Up Track appeared first on Autopolis Portal.

Fonte: R7

3 de dez de 2016

Novo Mini Countryman tenta abraçar seu lado SUV

Novo Mini Countryman tenta abraçar seu lado SUV



Em sua primeira geração, o Mini Countryman foi descrito por muitos como apenas um Mini Cooper grandalhão. Nesta nova segunda geração, a charmosa fabricante britânica tentou dar ao SUV características típicas da categoria. - Siga o AUTOPOLIS no Facebook- Leia mais notícias sobre a Mini O visual já causou mais polêmica que seu antecessor: alguns […] The post Novo Mini Countryman tenta abraçar seu lado SUV appeared first on Autopolis Portal.

Fonte: R7

2 de dez de 2016

Tesla já pode ser controlado com o poder da mente

Tesla já pode ser controlado com o poder da mente


A Tesla ficou conhecida pela criação de sistemas que tornam o sonho de um carro mais autônomo possível. Agora, um grupo de alunos da Universidade de Berkeley transformou algo que era encontrado somente na ficção cientifica em realidade. A ideia é permitir o controle do carro com a mente.

Basicamente o projeto criado conecta o controlador a um aparelho de eletroencefalograma para analisar os comandos do cérebro. Nesta primeira etapa, os pesquisadores conseguiram detectar ordens como parar e avançar o veículo, sem mesmo precisar falar. Agora, os estudantes seguem as pesquisas para permitir que outros movimentos sejam realizados.
Projeto foi desenvolvido pela Universidade de Berkeley.

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Vídeos

Mais elegante e refinado, Hyundai revela nova geração do Azera

Mais elegante e refinado, Hyundai revela nova geração do Azera



Descrito pela Hyundai como o líder de uma nova era em design para a marca, a terceira geração do sedã grande Azera foi revelada. Esteticamente falando, o novo Azera serve como um meio-termo entre a caretíssima primeira geração e a ousada segunda, e atual, encarnação do sedã. - Siga o AUTOPOLIS no Facebook- Leia mais […] The post Mais elegante e refinado, Hyundai revela nova geração do Azera appeared first on Autopolis Portal.

Fonte: R7

1 de dez de 2016

Volvo lança vídeo com motorista de caminhão puxando paraglider

Volvo lança vídeo com motorista de caminhão puxando paraglider


A Volvo divulgou nas suas redes sociais um vídeo que mostra uma motorista de caminhão puxando um paraglider. O vídeo rapidamente viralizou na internet, com centenas de milhares de visualizações apenas no primeiro dia. A intenção é tentar repetir o sucesso do vídeo de 2013 que colocou o ator Jean Claude Van Damme fazendo um espacate entre dois caminhões em movimento.

O vídeo faz parte de uma campanha da Volvo que tem como principal objetivo incentivar a economia de combustível, mostrando que os motoristas podem se utilizar das tecnólogas disponíveis para melhorar o desempenho dos carros. As estrelas do vídeo são a caminhoneira Louise Marriot, que está na estrada há 12 anos, e o paragliding profissional Guillaume Galvani.
Campanha quer incentivar motoristas a dirigirem de forma consciente.

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Vídeos

Mercedes-Benz Classe X é apresentada na Suécia como conceito

Mercedes-Benz Classe X é apresentada na Suécia como conceito



A terceira e última picape derivada do projeto comum entre Renault-Nissan e Mercedes-Benz foi finalmente revelada: a Mercedes-Benz Classe X. No entanto, diferente de suas meio-irmãs, a picape alemã foi apresentada em forma de conceito. Apesar de não confirmada, a Classe X Concept pode aparecer no Salão de São Paulo. - Siga o AUTOPOLIS no […] The post Mercedes-Benz Classe X é apresentada na Suécia como conceito appeared first on Autopolis Portal.

Fonte: R7

Conheça o Centro de Inovação da Ford em Aachen

Conheça o Centro de Inovação da Ford em Aachen


Recentemente a Ford Portugal realizou um grande evento para imprensa com o objetivo de revelar as novas instalações da Aachen. No local, a empresa também acabou realizando uma série de demonstrações de diversas novidades e testes que estão sendo promovidos pela montadora e que devem estar presente nos próximos lançamentos.

O local é chamado justamente de centro de inovação justamente por ter foco total nas novidades. O local está preparado para realizar os mais variados testes, como simular um calor do deserto do Sahara, simular ventos de até 250 km/h, dentre outras condições.
Local é sede de várias pesquisas promovidas pela Ford Portugal.

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Vídeos

30 de nov de 2016

Primeiras impressões da Volkswagen Amarok 2017

Primeiras impressões da Volkswagen Amarok 2017


Leia também:
  • Impressões da Volkswagen Amarok Dark Label
  • Volkswagen Amarok Ultimate chega por R$ 176.990
Pode ser reflexo da chegada da Fiat Toro ou do chamado “diesel-gate” – em que a Volkswagen foi flagrada burlando testes de emissões de seu motor diesel. O fato é que as vendas da Volkswagen Amarok sofreram uma forte queda nos últimos seis meses. Foram da média de mil para 600 mensais, enquanto as rivais diretas se mantiveram basicamente no mesmo patamar. Entre as sete picapes médias do mercado – incluída aí a Toro –, a Amarok fica em sexto lugar, à frente apenas da cansada Nissan Frontier. A montadora alemã tinha mesmo de reagir. Tratou de mudar o visual da picape, para que se aproximasse da nova identidade da marca, e investiu em melhorar o conteúdo do modelo. Para completar, criou uma nova versão de topo, Highline Extreme, com visual mais esportivo e requintado.

Externamente, a Amarok ganhou nova grade e para-choques dianteiro com um desenho que abusa das linhas geométricas A marca também decidiu valorizar o sistema 4Motion, de tração integral permanente, que agora é mencionado nas laterais da caçamba e na tampa traseira. O mesmo estilo com linhas retas se repete no cluster de instrumentos, console central, nas saídas de ar e no painel superior. Mas a mudança mais substancial foi a adoção dos mesmos bancos dianteiros do Passat, com ajustes elétricos nas versões mais requintadas. A central multimídia também foi atualizada e agora tem miror link e conversa com smartphones Android e Apple. E também ganhou uma inédita entrada USB.

Nas versões de entrada, S, o famigerado motor 2.0 turbodiesel é sempre gerenciado por um câmbio manual de seis marchas que desenvolve 140 cv de potência e 34,7 kgfm de torque. Na SE, um segundo turbo é aplicado ao propulsor, que passa a render 180 cv de potência, com 40,8 kgfm de torque. As versões superiores trabalham sempre com câmbio automático, o que permite elevar o torque a 42,8 kgfm.

Para a linha 2017, os preços também foram modificados. Nas chamadas versões para frotistas, S e SE, caíram entre R$ 3 mil e R$ 4 mil. A S de entrada, única cabine simples da linha, custa agora R$ 113.990, enquanto a cabine dupla foi para R$ 126.990. Já a SE ficou em R$ 130.990. Nas chamadas versões de varejo, Trendline e Highline, ocorreu o contrário: os preços subiram. A primeira foi para R$ 148.990 e a Highline bate nos R$ 167.990. Acima delas, entra a Extreme por R$ 177.990.

Até para justificar a subida de preços, alguns itens que eram opcionais na versão Highline passam a ser de série. Caso dos faróis de xênon, do leitor de pressão dos pneus, dos airbags laterais e de cabeça, das luzes diurnas em led e dos paddle shifts no volante para troca de marchas. A nova versão Highline Extreme tem uma cor exclusiva, chamada de Azul Ravenna, e recebe outros apetrechos, sempre com a intenção de valorizar a esportividade do modelo. Caso das rodas de liga com acabamento diamantado de 20 polegadas e do santantonio na cor da carroceria, com um emblema “Extreme” cravejado na lateral. No interior, o couro dos bancos é de melhor qualidade e tem uma costuma mais caprichada. Uma distinção das versões Highline é a grade, com detalhes cromados. A ideia da Volkswagen é que a série Extreme seja permanente na linha Amarok. E ela só deve perder a condição de topo de linha com a chegada da nova motorização 3.0 V6 turbodiesel, já vendida na Argentina e na Europa. No Brasil, a previsão é que desembarque somente na linha 2018.

Primeiras impressões

Aproximar picape e carro de passeio foi além do marketing na Volkswagen Amarok. Revestimentos, espaço interno e até o motor diesel eram típicos de automóveis. Assim como o desenho do banco traseiro, que recebe bem os ocupantes e não parece improvisado, como em geral ocorre com picapes cabine dupla. Agora, na linha 2017, a fabricante incorporou mais dois itens que reforçam essa “vocação”: os paddle shifts no volante, que acompanham todas as versões automáticas, e os bancos dianteiros elétricos, importados do Passat, que têm ótima ergonomia e pronunciados apoios laterais para segurar o corpo nas curvas.

O novo painel também valorizou o interior da Amarok. As linhas angulosas, que parecem moldadas com espátulas, deram um ar mais moderno ao carro. Mas isso é apenas moda. Design de carro oscila entre geométrico e orgânico de tempos em tempos. O interior oferece um espaço apenas razoável para quatro adultos. Desta vez, a Volkswagen se rendeu às evidências de que, embora não estejam no padrão DIN – uma espécie de InMetro alemão –, entradas USB são extremamente desejadas pelos consumidores. Assim como telas sensíveis ao toque. O sensor da tela da Amarok, aliás, é tão sensível que não é necessário sequer que haja o toque propriamente dito. Basta aproximar o dedo para o comando ser detectado.
No mais, não houve alterações técnicas. Os diversos controles dinâmicos do carro se mantêm atuando de forma inteligente: são presentes no off-road e discretos no on-road. O motor, suave e silencioso, tem as limitações tradicionais. Em situações-limite, como numa subida de rampa íngrime, a Amarok se sai bem, graças à primeira marcha muito curta – com relação de 4,70:1. Só que a segunda é 33% mais longa, o que cria um “buraco” no escalonamento. Na prática, em condições normais de trânsito, a primeira só serve para “estufar o peito” para a picape vencer a inércia. A ultrapassagem de um quebra-mola, por exemplo, acaba sendo feita em segunda e o motor “sente” as duas toneladas do veículo. Mas isso acaba se tornando um detalhe diante do conforto e equilíbrio dinâmico que a Amarok exibe o tempo todo.

Ficha técnica

Volkswagen Amarok 2.0 diesel

Motor: A diesel, dianteiro, longitudinal, 1.968 cm³, quatro cilindros em linha, quatro válvulas por cilindro, com duplo comando no cabeçote. Injeção direta de combustível do tipo common rail, acelerador eletrônico e turbo simples (140 cv) ou duplo (180 cv) com intercooler.
Transmissão: Câmbio automático com oito marchas à frente e uma a ré. Tração integral permanente (reduzida selecionável com câmbio manual), bloqueio eletrônico do diferencial e controle eletrônico de tração. Bloqueio manual do diferencial traseiro opcional.
Potência máxima: 140 cv a 3.500 rpm ou 180 cv a 4 mil rpm.
Aceleração de 0 a 100 km/h: 13,1 segundos(turbo cabine dupla manual),12,8 segundos (turbo cabine simples manual), 10,6 segundos (biturbo manual) e 10,9 segundos (biturbo automática).
Velocidade máxima: 166/183/179 km/h.
Torque máximo: 34,7 kgfm a 1.600 rpm (turbo), 40,8 kgfm a 1.500 rpm (biturbo manual) e 42,8 kgfm a 1.750 rpm (biturbo automática).
Diâmetro e curso: 81,0 mm x 95,5 mm.
Taxa de compressão: 16,5:1.
Suspensão: Dianteira independente do tipo double wishbone, com braços sobrepostos, molas helicoidais e amortecedores hidráulicos. Traseira por eixo rígido, com feixe de molas semi-elípticas e amortecedores hidráulicos. Oferece controle eletrônico de estabilidade.
Pneus: 245/70 R16 (S e SE), 245/65 R17 (Trendline), 255/60 R18 (Highline) e 255/55 R20 (Highline Extreme)
Freios: Discos ventilados na frente e tambores atrás. Oferece ABS, EBD e assistente de frenagem de emergência.
Carroceria: Picape sobre longarinas com quatro portas e cinco lugares (Versão S cabine simples com duas portas e dois lugares). Com 5,25 metros de comprimento, 1,94 m de largura, 1,83 m de altura e 3,10 m de entre-eixos. Oferece airbags frontais dianteiros de série.
Peso: 2.082 kg em ordem de marcha, com 1.018 kg de carga útil.
Caçamba: 1,28 m³ (1,81 m³ na cabine simples).
Tanque de combustível: 80 litros.
Capacidade off-road: Ângulo de entrada de 28°, ângulo de saída de 23°, capacidade de rampa de 45°.
Produção: General Pacheco, Argentina.
Lançamento: 2010.
Face-lift: 2016.

Autor: Eduardo Rocha (Auto Press)
Fotos: Eduardo Rocha/CZN

Volta por cima - Volkswagen renova o visual e melhora conteúdo da Amarok em busca de recuperar as vendas

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Testes

Teste do Nissan March 1.6 SL CVT

Teste do Nissan March 1.6 SL CVT

O nicho de carros compactos equipados com câmbio automático cresceu exponencialmente nos últimos anos. Atrás de ter um representante nesse segmento, a Nissan lançou, em junho deste ano, o March equipado com câmbio CVT. O modelo, apesar de sempre bem avaliado entre seus concorrentes, nunca foi unanimidade. Prova disso são seus números de venda. Em 2016 o modelo emplacou 15.431 unidades no acumulado, uma média de 1543 carros por mês. O March é um dos raros casos em que a variante hatch vende menos que a sedã. O Nissan Versa, por exemplo, emplacou 17.513, média mensal 1.751 exemplares. Quando comparado com seus concorrentes, a discrepância é ainda maior. Chevrolet Onix, Hyundai HB20 e Toyota Etios emplacaram, respectivamente, 119.244/97.248/31.183 unidades. Levando em consideração seu potencial, pode-se até dizer que o modelo é um injustiçado.

Leia também:
  • Primeiras impressões do Nissan March e Versa com câmbio CVT
  • Teste do Nissan March 1.0 S
  • Teste do Nissan March 1.0 SV
  • Teste do novo Nissan March 1.6 SL
A versão SL CVT ocupa o topo da gama do compacto. Representa 21% no mix de venda em média calculada entre agosto e outubro, meses que sucederam seu lançamento. Foram 1.650 unidades emplacadas com essa configuração. Uma das principais características da versão topo de linha do March sempre foi o desempenho dinâmico. A versão SL CVT traz sob o capô o mesmo motor 1.6 16V flex, produzido no Complexo Industrial da Nissan em Resende. Ele desenvolve 111 cv de potência a 5.600 rpm, tanto com gasolina quanto com etanol. O torque máximo, de 15,1 kgfm, aparece apenas a 4 mil rpm, mas 90% dele já está presente a 2.400 giros. A transmissão é importada do México, tem relação continuamente variável e função Overdrive, que otimiza as rotações do motor para economia de combustível.

A versão mais cara traz ar-condicionado automático e digital e o console central é dominado por uma tela touch de 6,2 polegadas, chamada pela Nissan de central multimídia Multiapp. A central tem GPS, áudio com Bluetooth Streaming, monitora a câmara de ré e traz 13 aplicativos pré-instalados, possibilitando a utilizando dos mesmo a partir de conexão com internet roteada do smartphone. Ainda integram essa lista computador de bordo, desembaçador traseiro com temporizador, direção elétrica progressiva, volante multifuncional, chave com telecomando, retrovisores, travas e vidros elétricos, aerofólio com brake light e rodas de liga leve aro 16 com acabamento escurecido.

O Nissan March 1.6 SL CVT avaliado tem o preço de R$ 60.440 – por conta da pintura metálica. Sem ela, seu preço base é de R$ 59.290. Apesar de alto para um hatch compacto, esse preço é mais em conta do que seus concorrentes. O Hyundai HB20 Premium possui o mesmo nível de equipamentos, motor 1.6 e câmbio automático. No entanto, custa R$ 63.755, quase R$ 4 mil a mais. Líder do segmento de compactos, o Onix LTZ utiliza motor 1.4 e câmbio automático de seis marchas e tem preço de R$ 61.340. Mais caro da lista, o recém lançado Toyota Etios Platinum usa motor 1.5 de 107 cv, seu câmbio automático tem quatro marchas e custa R$ 64.700.

Ponto a ponto

Desempenho – O March 1.6 ficou menos divertido por conta do câmbio CVT, mas continua interessante. O modelo mostra força já na arrancada e mesmo com o funcionamento comedido do câmbio, ganha velocidade com bastante solidez. Isso acontece também por conta do peso, de apenas 999 kg. Com isso, seus 111 cv resultam em muita agilidade, tanto na cidade quanto em estradas. O zero a 100 km/h em 10,6 segundos é bom, se tratando de um carro compacto com câmbio de transmissão continuamente variável. Nota 8. Estabilidade – O March continua sendo um carro com estabilidade acima da média. As rolagens de carroceria são praticamente imperceptíveis e seu comportamento em curvas impressiona pela precisão. A direção elétrica mostra boa firmeza mesmo quando o carro está acima dos 100 km/h. Nota 8. Interatividade – Não houveram mudanças no interior do March 1.6 CVT. Os comandos continuam intuitivos e de fácil acesso, com exceções do controle dos retrovisores elétricos, que fica escondido atrás do volante. Os comandos do ar-condicionado digital são confusos, mas nada que um pouco de prática não resolva. O volante multifuncional abriga diversos comandos, há bastante informação no computador e nos instrumentos e a retrovisão é bem eficiente. Nota 8.

Consumo – O March 1.6 SL CVT recebeu nota “A” na categoria de hatches compactos e “B” na geral dentro do Programa Brasileiro de Etiquetagem do InMetro, com médias de 11,7/7,8 km/l em trajeto urbano e 14,5/9,8 km/l na estrada, com gasolina/etanol no tanque. Seu índice de consumo energético foi de 1,72 MJ/km. Nota 8. Conforto – O espaço para os ocupantes da frente é bom, mas sem excessos. Na traseira, até duas pessoas viajam com conforto, mas é preciso maneirar no ajuste dos bancos dianteiros para garantir que ocupantes mais altos se acomodem no assento traseiro. As irregularidades do asfalto são absorvidas com eficiência. Nota 7. Tecnologia – A plataforma “V” é a segunda geração da “B-zero” da Nissan, com carroceria reforçada, novos materiais no assoalho, painéis laterais e frontais e mais pontos de solda. Não há controles dinâmicos e nem airbags extras. Outro destaque do hatch brasileiro é sua extensa lista de equipamentos de série na versão SL. Ele vem com ar-condicionado digital automático, sistema multimídia Multi-App com 13 aplicativos instalados, câmara de ré integrados e acesso às redes sociais na tela sensível ao toque de 6.2 polegadas. Nota 8.

Habitabilidade – O March tem bom ângulo de abertura das portas, o que facilita o procedimento de entrar e sair do carro. No interior, existem bons vãos para guardar objetos de uso pessoal. O porta-malas é um pouco menor do que o da concorrência e leva sofríveis 265 litros. Nota 7. Acabamento – O plástico domina a cabine e não esconde que se trata de um carro “popular”. Não há uma atmosfera de requinte na cabine. A falta de capricho nesse ponto incomoda, levando em consideração que se trata de um carro na casa dos R$ 60 mil. Nota 6. Design – O March tem linhas robustas, mas falta uma personalidade mais atraente ao design. O carrinho é muito redondo e sem fluidez nas linhas, com soluções para faróis e lanternas pouco criativas. A próxima geração, já apresentada na Europa e com linhas inspiradas no Kicks deve mudar esse panorama. Nota 5.
Custo/benefício – O Nissan March 1.6 SL CVT custa altos R$ 59.290. Somando a pintura metálica, a conta chega aos R$ 60.440. Ainda assim é o mais barato do mercado com esse nível de equipamentos. Vem com tudo e ainda tem ar automático, multimídia com plataforma Android, GPS, tela de 6,2 polegadas e câmara de ré. O Chevrolet Onix LTZ AT tem motor 1.4, câmbio automático de seis marchas e custa R$ 61.340. Já o Hyundai HB20 Premium possui o mesmo nível de equipamentos e câmbio automático de seis marchas e custa R$ 63.755. O Toyota Etios Platinum é o mais recente da lista e mais caro. Com motor 1.5 de 107 cv e câmbio automático de quatro marchas, custa R$ 64.700. Nota 8. Total – O Nissan March 1.6 SL CVT somou 73 pontos em 100 possíveis.

Primeiras impressões

Apetite civilizado

O ponto forte do March 1.6 sempre foi seu desempenho. Os 999 kg, aliados aos 111 cv de potência e os 15,1 kgfm de torque do propulsor 1.6 e os engates justos da caixa de marcha davam ao compacto um desempenho e diversão digno de versões esportivas. O câmbio CVT abre mão desse toque esportivo em prol de mais conforto para a condução, mas o modelo continua com força de sobra. O March entrega boas arrancadas e eficiência nas ultrapassagens, sempre com o tradicional método de funcionamento do câmbio CVT de aumentar o giro e ir diminuindo gradativamente.
O acerto da suspensão continua afiado. O rodar é justo, mas imperfeições são absorvidas e o conforto para os passageiros é bom. Em curvas, quase não se nota rolagem da carroceria, o que ajuda e muito na dinâmica do carro. O espaço interno é ligeiramente apertado, mas quatro adultos de estatura mediana viajam com tranquilidade. O isolamento acústico poderia ser um pouco melhor para diminuir o ruído emitido pelo motor ao pressionar o pedal do acelerador até o final. A direção elétrica é precisa e oferece a resistência correta para a situação – leve em baixas velocidades e firme nas altas.
Manobrar o March é uma tarefa fácil por conta dos enxutos 3,83 metros de comprimento, mas fica ainda mais fácil na versão topo de linha SL. Além da boa visão de entorno, o modelo ainda é equipado com câmara traseira integrada, com imagem projetada na tela de 6,2 polegadas instalada no console central. O sistema multimídia, batizado de Nissan Multi-app, tem um funcionamento fácil e bastante intuitivo. Ele conta com plataforma Android e 13 aplicativo pré-instalados, GPS, conecta o telefone ao som através do Bluetooth e ainda interage com redes sociais e sites de busca, sempre utilizando a internet roteada do smartphone. Em resumo, o Nissan March 1.6 SL CVT entrega tudo que é possível ter em um hatch compacto e, apesar de cobrar caro por isso, entre os modelos similarmente equipados e motorizados.

Ficha técnica

Nissan March 1.6 SL CVT

Motor: A gasolina e etanol, dianteiro, transversal, 1.598 cm³, quatro cilindros em linha, quatro válvulas por cilindro. Acelerador eletrônico e injeção eletrônica multiponto sequencial.
Transmissão: Transmissão continuamente variável (CVT) com uma marcha a ré. Tração dianteira. Não oferece controle de tração.
Potência: 111 cv com gasolina/etanol a 5.600 rpm.
Torque: 15,1 kgfm com gasolina/etanol a 4 mil rpm.
Diâmetro e curso: 78 mm X 83,6 mm.
Taxa de compressão: 10,7:1.
Suspensão: Dianteira independente do tipo McPherson com molas helicoidais, amortecedores hidráulicos e barra estabilizadora. Traseira por eixo de torção com molas helicoidais e amortecedores hidráulicos.
Pneus: 185/60 R16.
Freios: Discos ventilados na frente e tambores atrás. ABS com EBD e assistência de frenagem.
Carroceria: Hatch compacto em monobloco com cinco portas e cinco lugares. Com 3,83 metros de comprimento, 1,67 m de largura, 1,53 m de altura e 2,45 m de entre-eixos. Oferece airbags frontais de série. 
Peso: 999kg.
Capacidade do porta-malas: 265 litros.
Tanque de combustível: 41 litros.
Produção: Resende, Brasil.
Lançamento mundial: 2010, com face-lift em 2014.
Lançamento no Brasil: 2014.
Itens de série: banco do motorista com regulagem de altura, computador de bordo, desembaçador traseiro com temporizador, direção elétrica progressiva, porta-malas com iluminação, tampa de combustível com abertura interna, volante multifuncional com regulagem de altura, chave com telecomando para abertura e fechamento das portas e do porta-malas, maçanetas internas cromadas, retrovisores elétricos, travas elétricas e vidros dianteiros e traseiros elétricos com função um toque para o motorista, aerofólio com brake light e lâmpada de leds, maçanetas externas na cor da carroceria, moldura da grade inferior cromada, farol de neblina com acabamento cromado, ar-condicionado digital automático, alarme perimétrico com acionamento na chave, sistema multimídia com CD Player, MP3, entrada para iPod e auxiliar, USB, display de 6.2 polegadas GPS e acesso às redes sociais, câmera de ré, faróis dianteiros e traseiros com máscara negra, maçanetas externas cromadas, rodas de liga leve aro 16 com acabamento escurecido.
Preço: R$ 59.290.
Opcionais: Pintura metálica.

Autor: Fabio Perrotta Junior (Auto Press)
Fotos: Isabel Almeida/CZN

Parada dura - Nissan March 1.6 SL CVT une bom desempenho, conforto do câmbio automático e bom nível de equipamentos, mas enfrenta severa concorrência

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Testes

Impressões: novo Chevrolet Camaro reedita o ícone

Impressões: novo Chevrolet Camaro reedita o ícone



A Chevrolet apresentou nesta quarta-feira (26), a sexta geração do seu mais icônico esportivo: o Camaro 2017 chega completamente novo, com atributos que honram seus 50 anos de história e o posto de “objeto de desejo” que conquistou no mercado nacional. - Siga o AUTOPOLIS no Facebook- Leia mais notícias sobre a Chevrolet Para celebrar […] The post Impressões: novo Chevrolet Camaro reedita o ícone appeared first on Autopolis Portal.

Fonte: R7

29 de nov de 2016

Empresa cria carro que vira robô de verdade

Empresa cria carro que vira robô de verdade


A imagem de carros que se transformam em robôs estiveram sempre bastante presente na vida das crianças, uma vez que eram brinquedos bastante populares. Mas parece que uma empresa turca está levando a sério a ideia de criar veículos que se transformam de verdade. O vídeo acima mostra um transformer da vida real, batizado de Antimon.

Por enquanto trata-se de um protótipo não licenciado para andar nas estradas. Ele pode ser movimentado por controle remoto, atingindo velocidade máxima de 20 km/h. A companhia anunciou que pretende construir onze modelos similares. Este que aparece no vídeo deve ser leiloado por um lance mínimo de US$ 600 mil.
Vídeo mostra o processo de transformação do veículo.

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Vídeos

Impressões: Jeep Compass 2.0 flex agrada pelo conjunto

Impressões: Jeep Compass 2.0 flex agrada pelo conjunto



Com a responsabilidade de equipar as versões com maior volume de vendas, a chegada do motor 2.0 Tigershark flex ao novo Jeep Compass gerava certa expectativa. Revelado no fim de setembro, o SUV causou boa impressão quando empurrado pelo 2.0 Multijet Diesel, o que, por consequência, aumentou as exigências em relação ao propulsor bicombustível. - […] The post Impressões: Jeep Compass 2.0 flex agrada pelo conjunto appeared first on Autopolis Portal.

Fonte: R7

28 de nov de 2016

Neymar se envolve em acidente com sua Ferrari

Neymar se envolve em acidente com sua Ferrari


O jogador Neymar realmente não está passando por uma fase muito boa, tanto do ponto de vista profissional quanto do ponto de vista pessoal. Depois de ter sido acusado pela promotoria da Espanha de ter cometido crimes na época da sua transferência, o jogador ainda teria se envolvido em um acidente leve com sua Ferrari.

O vídeo acima mostra dois momentos diferentes, mas que seriam da mesma situação. Na primeira parte ele estaria saindo com sua Ferrari, em uma via contramão. Já o segundo momento mostra o veículo já batido, com a parte lateral danificada. O jogador teria saído ileso do incidente.
Jogador teria batido antes de chegar no treino do Barcelona.

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Vídeos

Nissan lança plano de revisões para carros fora de linha

Nissan lança plano de revisões para carros fora de linha



A Nissan está promovendo uma interessante ação de fidelização de clientes com modelos antigos. A marca agora oferece plano de revisões para carros produzidos antes de 2013, tais como Livina, Tiida, Sentra e Frontier (no caso da picape, as revisões valem até 2012 e os kits de peças até 2008). - Siga o AUTOPOLIS no […] The post Nissan lança plano de revisões para carros fora de linha appeared first on Autopolis Portal.

Fonte: R7

27 de nov de 2016

Música audível fora do carro agora gera multa sem medição

Música audível fora do carro agora gera multa sem medição



Gosta de curtir suas músicas em alto e bom som dentro do seu carro? Então prepare o bolso para ser multado. O Contran autorizou por meio da resolução nº 624 a atuação de motoristas que forem flagrados com som audível fora de seus veículos, independente da frequência ou volume. - Siga o AUTOPOLIS no Facebook […] The post Música audível fora do carro agora gera multa sem medição appeared first on Autopolis Portal.

Fonte: R7

26 de nov de 2016

Grantley Design transforma seu antigo Jaguar XK em um F-Type

Grantley Design transforma seu antigo Jaguar XK em um F-Type



Já ouviu falar da expressão facelifit caseiro? Quando um carro passa por um facelift leve e é possível atualizar um modelo antigo usando algumas peças do novo, alguns chamam este processo de facelift caseiro. Mas o que fazer quando seu carro é substituído por outro totalmente diferente? Bem, a britânica Grantley Design sanou os anseios daqueles […] The post Grantley Design transforma seu antigo Jaguar XK em um F-Type appeared first on Autopolis Portal.

Fonte: R7

25 de nov de 2016

Campão de MotoGP aparece testando carro de F1

Campão de MotoGP aparece testando carro de F1


Jorge Lorenzo, campeão das 250cc em 2006 e 2007 e tricampeão da MotoGP nos anos de 2010, 2012 e 2015, realizou um dos seus grandes sonhos e registrou tudo no vídeo acima. O piloto espanhol conseguiu participar de um teste utilizando um carro de F1 da Mercedes. O teste foi possível em virtude de um patrocínio em comum entre a Yamaha e a Mercedes.

Jorge afirmou que ficou impressionado com o desempenho que pode ser percebido a partir dos carros, afirmando que “a velocidade é impressionante, e a potência nas retas é inacreditável".
Jorge Lorenzo afirma que realizou um sonho.

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Vídeos

Mercedes-Benz apresentará sua picape ainda em forma de conceito

Mercedes-Benz apresentará sua picape ainda em forma de conceito



A última picape derivada do projeto comum entre Renault-Nissan e Daimler será revelada ainda como conceito no dia 25 de outubro. Diferentemente de suas irmãs Nissan Frontier e Renault Alaskan que foram reveladas ao mundo já em forma de produção, a Mercedes-Benz GLT/Classe X, ainda esconderá suas linhas finais. - Siga o AUTOPOLIS no Facebook- […] The post Mercedes-Benz apresentará sua picape ainda em forma de conceito appeared first on Autopolis Portal.

Fonte: R7

23 de nov de 2016

Primeiras impressões do Jeep Renegade Limited

Primeiras impressões do Jeep Renegade Limited

Os SUVs no Brasil até parecem à prova de crises. Mas isso não quer dizer que todos os modelos do segmento estão a salvo. Cada uma das marcas que atua no país quer tirar uma casquinha desse mercado. Por isso, não surpreende que a Fiat Chrysler Automobiles, FCA, resolva fazer pequenas evoluções no seu representante, o Jeep Renegade, pouco mais de um ano e meio após seu lançamento. A primeira delas é no motor Etorq 1.8 flex, que foi recalibrado e ganhou coletor de admissão variável para render 7 cv e 0,2 kgfm a mais – agora ele chega a 139 cv e 19,3 kgfm, sempre com etanol. A marca diz que ao objetivo era que o modelo passasse a ter uma curva de torque com crescimento mais homogêneo, com acelerações mais progressivas e sem “buracos”.

Leia também:
  • Teste do Jeep Renegade Longitude 4x4
  • Teste do Jeep Renegade Sport 1.8 Flex
  • Teste do Jeep Renegade Trailhawk
A outra mudança é no line up do modelo. Até agora, a versão flex só dispunha da versão de entrada 1.8, enquanto a Sport fazia o papel de intermediária. A Longitude era a top com motor flex e intermediária na diesel, que tinha a Trailhawk como topo de gama. Agora a Jeep criou uma configuração equivalente à Trailhawk com motorização flex, a Limited. Nada mais natural, já que as versões como propulsor flex representam três de cada quatro unidades do Renegade vendidas.

A Limited se diferencia externamente pela grade em prata acetinado com molduras cromadas nas aberturas. Capas de retrovisores e barras no teto também são pintadas de prata, enquanto o teto em si é pintado de preto. A versão custa R$ 97.900, exatos R$ 7 mil a mais que a Longitude – que, por sua vez, aumentou em R$ 500 em relação à linha 2016. A Limited traz a mais equipamentos como bancos de couro, chave presencial, quadro de instrumentos com tela de TFT de 7 polegadas, faróis de xenônio, sensores de faróis e de chuva, rebatimento elétrico dos retrovisores externos e espelho interno eletrocrômico. O teto panorâmico passa a ser opcional tanto na Longitude quanto na Limited e acrescenta R$ 6.800 à fatura.

Segundo a Jeep, as alterações no propulsor em si já ajudariam o Renegade a ser mais econômico. Só que agora ele passa a contar com start/stop, o que resulta numa economia de até 10% – caso o uso do veículo seja intensamente em trânsito urbano. O motor ganhou ainda um sistema eletrônico de partida a frio traz, que aquece o combustível dentro do tubo distribuidor sempre que a temperatura esteja inferior a 16°C e o tanque contenha mais de 70% de etanol.

Primeiras impressões

Florianóplis/SC – O Jeep Renegade é um carro bonito, bom de dirigir e confortável. E os 5% a mais de potência foram muito bem-vindos na versão flex. Mas não chegam a alterar o comportamento do SUV compacto. Mesmo com 139 cv, a relação peso/potência do modelo não é das mais entusiasmantes. A personalidade do Renegade, inegavelmente, combina melhor com a motorização diesel, que tem muita força e não inspira uma condução mais esportiva. O problema é que custa R$ 30 mil a mais com o mesmo conteúdo. Na versão Limited testada, cada cv tinha de se incumbir de carregar 10,8 kg. As acelerações até ficaram mais progressivas, mas não chegaram a se tornar exatamente vigorosas.

Graças principalmente ao bom torque de 19,3 kgfm e ao entrosamento entre motor e câmbio, o Renegade encara subidas sem explicitar qualquer esforço. O bom escalonamento do câmbio, com as marchas baixas bem curtas – a primeira é mais reduzida que a ré, por exemplo –, também proporciona arrancadas bem aceitáveis. De qualquer forma, a nova versão Limited “democratiza” os bons recursos que o Renegade dispõe. Estão lá sensores, câmara de ré, ar-condicionado duplo, assistentes dinâmicos, como hill assist, controle de tração, estabilidade, etc. O interior tem acabamento extremamente bem cuidado e de muito bom gosto e os materiais de revestimento são agradáveis de se conviver. É só questão de extrair o que o Renegade tem de bom.

Ficha técnica 

Jeep Renegade Limited 1.8 flex

Motor: Gasolina e etanol, dianteiro, transversal, 1.747 cm³, quatro cilindros em linha, quatro válvulas por cilindro e comando simples no cabeçote. Injeção eletrônica multiponto e acelerador eletrônico. Sistema start/stop.
Transmissão: Câmbio automático de seis marchas à frente e uma a ré. Tração dianteira. Oferece controle de tração. 
Potência: 135 cv com gasolina e 139 cv com etanol a 5.750 rpm. 
Torque máximo: 18,7 kgfm com gasolina e 19,3 kgfm com etanol a 3.750 rpm. 
Aceleração 0-100 km/h: 11,1 segundos. 
Velocidade máxima: 182 km/h. 
Diâmetro e curso: 80,5 mm x 85,8 mm. 
Taxa de compressão: 12,5:1. 
Suspensão: Dianteira independente do tipo McPherson, braços oscilantes inferiores com geometria triangular e barra estabilizadora, amortecedores hidráulicos e pressurizados e molas helicoidais. Traseira independente do tipo McPherson, links transversais/laterais, barra estabilizadora, amortecedores, hidráulicos e pressurizados e molas helicoidais. Controle eletrônico de estabilidade e sistema anticapotamento. 
Pneus: 225/55 R18. 
Freios: Discos ventilados na frente e sólidos atrás. Oferece ABS com EBD e assistente de partida em rampas. 
Carroceria: Utilitário compacto em monobloco, com quatro portas e cinco lugares. 4,23 metros de comprimento, 1,80 m de largura, 1,66 m de altura e 2,57 m de entre-eixos. Airbags frontais de série. 
Peso: 1.502 kg. 
Capacidade do porta-malas: 273 litros (1.300 litros com bancos rebatidos).
Tanque de combustível: 60 litros. 
Lançamento mundial: 2014.
Lançamento no Brasil: 2015. 
Produção: Goiana, Pernambuco. 
Preço: R$ 97.990.
Itens de série: Airbags dianteiros, controle de cruzeiro, sensor de estacionamento traseiro, controle de estabilidade, faróis e lanterna traseira de neblina, freio de estacionamento elétrico, trio elétrico, alarme, chave presencial, volante multifuncional, controle eletrônico anticapotamento, controle de estabilidade para trailer, controle de tração, assistente de partida em subidas, sistema Isofix para fixação de assentos infantis, ar-condicionado automático dual zone, câmara de ré, banco do passageiro dianteiro rebatível, sistema de entretenimento com GPS, tela de 5 polegadas, rodas em liga de 18, bancos em couro, painel de instrumentos de 7 polegadas com tecnologia TFT, acendimento automático dos faróis, sensor de chuva, retrovisor interno eletrocrômico, retrovisores externos com rebatimento elétrico, sistema de monitoramento de pressão dos pneus e faróis de xênon.
Opcionais: Pintura metálica, detector de pontos cegos, sistema de áudio com tela 6,5"’ touchscreen. Bluetooth, USB e sistema de reconhecimento de voz com GPS, airbags laterais, de cortina e de joelhos para o motorista e teto solar panorâmico. 
Preço completo: R$ 114.340.

Autor: Eduardo Rocha (Auto Press)
Fotos: Eduardo Rocha/CZN e Divulgação

Sintonia fina - Jeep Renegade Flex passa por alterações no motor e ganha nova versão topo de linha Limited

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Testes

Vídeo mostra como é dirigir um Tesla ao som de Rolling Stones

Vídeo mostra como é dirigir um Tesla ao som de Rolling Stones


O vídeo acima mostra um pouco da experiência por trás do volante de um Tesla. A diferença destas imagens é que elas foram captadas pelo próprio dono da empresa responsável por revolucionar o segmento de veículos autônomos, Elon Musk. O vídeo foi postado no Twitter e conta na sua edição com a música Paint it Black dos Rolling Stones.

O vídeo consegue mostrar boa parte dos recursos que podem ser encontrados na condução de um carro autônomo do Tesla, tais como o reconhecimento de objetos, de outros veículos e pedestres.
Imagens foram postadas pelo próprio Elon Musk.

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Vídeos

Vazam imagens da nova geração da RAM 1500

Vazam imagens da nova geração da RAM 1500



Assim como aconteceu com os Jeep Grand Wagoneer e Wrangler, a próxima geração da picape grande RAM 1500 foi revelada em um evento interno de concessionários americanos do grupo FCA. Uma reestilização pequena está programada para a linha 2017 da RAM, mas as imagens aqui revelam a próxima geração de 2019. - Siga o AUTOPOLIS […] The post Vazam imagens da nova geração da RAM 1500 appeared first on Autopolis Portal.

Fonte: R7

22 de nov de 2016

Vídeo mostra resgate de carros do fundo do mar

Vídeo mostra resgate de carros do fundo do mar


O vídeo acima mostra um registro de um processo de resgate de 1,4 mil carros que estavam no fundo do mar, em função de um naufrágio. O acidente teria acontecido no dia 5 de dezembro de 2012, quando o navio de transporte de carros Baltic Ace bateu contra um porta-contêineres, a fundando e levando consigo todo o lote.

O processo de resgate foi comandado pela empresa Boskalis, a mesma responsável pelo resgate do submarino nuclear russo Kursk. Primeiramente eles se preocuparam em retirar todo o combustível do navio que poderia fazer, posteriormente foram retirados os carros, e as imagens são impressionantes.
Procedimento resgatou de 1,4 mil carros de naufrágio.

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Vídeos

Nissan compra Mitsubishi e Carlos Ghosn é novo presidente

Nissan compra Mitsubishi e Carlos Ghosn é novo presidente



O brasileiro Carlos Ghosn, além de estar no controle da Renault, Nissan e de suas subsidiárias, terá uma nova missão daqui para a frente: a presidência da Mitsubishi. Após o escândalo de emissões da marca dos três diamantes, semelhante ao Dieselgate da Volkswagen, a Mitsubishi entrou em maus lençóis e hoje, oficialmente, vendeu 34% de […] The post Nissan compra Mitsubishi e Carlos Ghosn é novo presidente appeared first on Autopolis Portal.

Fonte: R7

21 de nov de 2016

Vídeo mostra mulher brincando com fogo em posto de gasolina

Vídeo mostra mulher brincando com fogo em posto de gasolina


Uma das orientações básicas encontradas em qualquer posto de gasolina é a proibição de utilização de qualquer coisa com fogo ou que possa provocar uma chama. Mas esta regra parece ter sido completamente esquecida ou ignorada pela mulher que aparece no vídeo acima. De acordo com as informações que foram divulgadas junto com o vídeo, as imagens foram registradas na cidade de Surgut, na Sibéria. A mulher acende o isqueiro e aproxima da mangueira de gasolina, e claro que isso não dá certo. Rapidamente o isqueiro provoca chamas que começam na mangueira e logo toma conta do carro.

A pessoa que estava no carro atrás e que registrou o ocorrido não esperou muito para ver o que iria acontecer e saiu rapidinho do local.
Vídeo teria sido gravado na Sibéria e quase provoca uma grande tragédia.

Fonte: Salão do Carro
Categoria: Vídeos

Tesla anuncia que todos os seus modelos serão autônomos

Tesla anuncia que todos os seus modelos serão autônomos



Expectativas foram criadas, rumores surgiram, mas nada da revelação da versão de produção do Model 3. Apesar disso, a Tesla anunciou uma importante novidade que começa a ser implementada em todos os seus modelos produzidos em outubro: a condução autônoma. - Siga o AUTOPOLIS no Facebook- Leia mais notícias sobre a Tesla Este novo sistema […] The post Tesla anuncia que todos os seus modelos serão autônomos appeared first on Autopolis Portal.

Fonte: R7